Café celebra um ano de Ecopila

O projeto Ecopila foi tema de um Café com Associado, realizado nessa quarta-feira no restaurante do Clube Riograndense. A iniciativa completou um ano e o coordenador do Núcleo Socioambiental da ACI, João Batista Dias, apresentou os avanços e resultados desses 12 meses.

Ao elencar quais os problemas da cidade na área ambiental, o Núcleo percebeu que a destinação de resíduos era o principal deles. Assim, Ecopila começou a tomar forma, idealizado para ampliar a educação na área ambiental. “O nosso problema é cultural e escolhemos mudar isso através do incentivo. Para alterar algo na sociedade é necessário criar novos hábitos. Por isso, todas as quintas-feiras, faça chuva ou faça sol, nós estamos na praça Rui Barbosa recolhendo resíduos”, explica João Batista.

Cerca de 60 empresas são parceiras do Ecopila atualmente, além de diversas escolas da região que apoiam a iniciativa. Em um ano foram quase 50 toneladas de resíduos recolhidos. Semanalmente são arrecadadas cerca de 1,5 toneladas. “O projeto está começando a fazer parte da cultura das pessoas, o que era o principal objetivo do Ecopila”, comemora.

Durante a palestra, foram repassados 482 Ecopilas para a APAE Montenegro, como parte do trabalho social (equivalente a R$ 482,00). O plano para os próximos 12 meses é seguir estendendo as atividades de gincanas socioambientais e realizar a criação de uma plataforma de projetos para as escolas parceiras. Além disso, projeta-se para o futuro a implantação em outros municípios. Nos próximos dias será anunciada a criação de uma nova cédula do Ecopila, a nota de dez.

Ao final do evento, os participantes puderam esclarecer dúvidas sobre sustentabilidade e o trabalho realizado pelo Núcleo Socioambiental, sugerindo iniciativas alinhadas ao Ecopila.

Como funciona o Ecopila?

  • Todas as quintas-feiras pela manhã, háuma equipe na Praça Rui Barbosa recolhendo e pesando os materiais.
  •  Como pagamento por esses resíduos, as pessoas receberão Ecopilas, dependendo da quantidade de material entregue.
  • Em seguida, essa moeda pode ser utilizada em empresas locais cadastradas. Um Ecopila é equivalente a 1 Real e o Meio Ecopila corresponderá a R$ 0,50.
  • Depois, as empresas trocam os Ecopilas que receberam junto à Empresa Montepel.
  • Do valor total recebido, 10% retorna ao Núcleo Socioambiental para ser utilizado em ações sociais e na  sustentabilidade do projeto.

Movimento da 6ª ExpoACI anima expositores

Durante o segundo dia da 6ª ExpoACI, que acontece no Clube Riograndense e na Praça Rui Barbosa, o fluxo de visitantes surpreendeu os expositores. José Augusto Mombach Friedrich, diretor comercial dos Supermercados Mombach, Patrocinador Ouro da Expo, conta que a expectativa para a divulgação do número de participantes está alta. “No primeiro dia, tivemos uma ótima prévia do que seria a feira, com um excelente movimento”, relata.

A proposta das empresas não tem sido a venda de produtos, mas relacionar-se com o público. Claudio Júnior Campos Boes, trade marketing da Vibra, Patrocinadora Diamante da Expo, acredita que a feira é uma ótima vitrine para a interação das empresas com o público. “É importante fortalecer o mercado da cidade. Mostrar para os moradores de Montenegro o que a empresa faz, o que ela representa. Estamos aqui para criarmos um relacionamento com os visitantes”, explica. Boes mostra empolgação com  dimensão da feira desse ano “Pudemos observar que, em relação ao último ano, o movimento do público cresceu muito”.

Friedrich também enxerga no evento a possibilidade de fortalecer laços. “Acreditamos que muitos dos visitantes da feira também frequentam nossas lojas. Assim, nossa proposta é nos aproximarmos mais da comunidade montenegrina. A visibilidade que a feira traz junto às empresas que também estão expondo, além dos passantes, é muito importante. Nosso intuito é fazer parcerias.”

Empreendedorismo é destaque na abertura da 6ª ExpoACI

Nessa quinta-feira foi o primeiro dia da 6ª Expo ACI. Os expositores desse ano ocuparam os espaços do Clube Riograndense e da Praça Rui Barbosa para compartilhar seus produtos e serviços com o público. O Conjunto Instrumental do Colégio Sinodal Progresso deu início às atividades do dia tocando o hino nacional, que foi acompanhado pelas vozes dos presentes. Em seguida, o presidente da Associação, Karl Heinz Kindel, tomou a palavra para agradecer a todos os expositores, patrocinadores, apoiadores e demais entidades envolvidas na execução do evento.

O presidente destacou o quão importante é a realização da Expo ACI, ressaltando o crescimento da feira mesmo em meio ao atual cenário econômico do país.

“Em épocas em que nós ainda falamos de crise econômica, realizar um evento em que houve novamente um crescimento de 30% de participação em relação ao último ano, merece ser comemorado”, celebra.

É o comprometimento de todos os envolvidos na feira que permitiu a realização da 6ª edição do evento. “Isso se chama realização. E realizar é o que move as pessoas, as empresas e os empreendedores. Acreditar é o primeiro passo para fazermos acontecer. Eu acredito que a experiência que a ExpoACI proporciona a todos aqui envolvidos é uma pequena amostra do que todos nós enquanto sociedade podemos fazer na cidade e pela cidade. Que isso sirva de estímulo para a gente, de inspiração para muito mais do que a cidade pode fazer”, motivou o presidente, que encerrou sua fala informando que o planejamento da edição do próximo inicia no mês que vem.

O Diretor de Turismo de Pareci Novo, Carlos Barreto, ressaltou a importância de estimular o empreendedorismo e o desenvolvimento, que faz parte da história da cidade “desde os pioneiros que chegaram no Porto das Laranjeiras trazendo os ventos da mudança”.

O prefeito de Montenegro, Carlos Eduardo Müller, também falou ao público.  Em seu discurso, salientou a relevância da ExpoACI ao unir tantos empreendedores em prol do desenvolvimento do município. Além disso, destacou novos projetos da indústria que devem chegar à cidade, empregando ao menos mil trabalhadores.

Fórum da Qualidade é sucesso de público em sua 25ª edição

Salão cheio, olhos e ouvidos de empresários e colaboradores atentos: na noite desta segunda-feira, dia 26, mais uma edição do Fórum da Qualidade e Gestão de Pessoas foi realizada. O evento está no seu 25° ano e é uma promoção da Associação Comercial, Industrial e de Serviços (ACI) de Montenegro e Pareci Novo. Durante a noite, os participantes tiveram uma imersão em todo o conhecimento e experiências apresentadas pelos palestrantes Fernanda Aguiar, Marili e os filhos José Francisco e José Augusto, do Supermercados Mombach, e Jader Denicol do Amaral.
“A simbologia do número 25 representa ¼ de século de um evento que segue a mesma linha de atuação. Um projeto que se mantém em sintonia com as necessidades dos dias atuais. Um evento que busca proporcionar conhecimento à comunidade, a partir de temas relevantes”, destacou o presidente da ACI, Karl Heinz Kindel, em sua fala de abertura.
Karl ainda destacou que os cases escolhidos para o evento, principalmente o Prata da Casa, sobre os desafios de uma empresa familiar, com o Supermercados Mombach, visam incentivar um novo olhar para a cidade. “E para que esses exemplos nos sirvam de motivação. Acreditar mais e melhor fará uma grande diferença no futuro”, pontua.
O Fórum foi realizado das 18h30min até aproximadamente 22h30min, no Riograndense.

Equipe engajada, sucesso no negócio
A primeira palestrante da noite, Fernanda Aguiar, conduziu a temática “Equipes de Alta Performance: Engajamento de Pessoas”. Fernanda é consultora de empresas com foco em equipes de alta performance e gestão para resultados, professora, pesquisadora, além de líder de pessoas e gestora de processos.
Entre os tópicos abordados durante sua apresentação, explicou sobre o que classifica equipes de alta performance. “Com visão e objetivos alinhados com a organização, esses colaboradores se comprometem e dão o melhor de si. Desenvolvem o sentimento de pertencimento à empresa. O papel e desafio da liderança nesse contexto e em meio ao processo de 4ª Revolução Industrial, é justamente promover desafios, gerenciar os conflitos, saber lidar com as diferenças, ter conexão e empatia pelos colaboradores”, afirma.
Reforçar oportunidades de crescimento, recompensar, promover a integração e oferecer capacitação também são formas estimular o envolvimento dos funcionários. “E exercer a liderança. Mas lembrando que os valores estão ligados à prática do trabalho. O discurso da empresa, da liderança, precisa combinar com a prática para engajar uma equipe”, diz.

Desafios de uma empresa familiar
O case local, Prata da Casa, do 25º Fórum da Qualidade e Gestão de Pessoas foi o Supermercados Mombach, com a palestra “Tradição e Inovação: Os Desafios de uma empresa familiar”. Marili Mombach Friedrich e os filhos José Francisco e José Augusto contaram a história do supermercado, que nasceu como um armazém de secos e molhados, pelos pais de Marili, em Salvador do Sul.
Durante os 62 anos de tradição, em 3 gerações da família, foi preciso superar alguns períodos de dificuldade financeira, atualizar-se frente a um novo consumidor e processos de compra. Os laços foram se fortalecendo com a comunidade, com muito empenho e dedicação, e hoje a empresa é referência em supermercados.
Excelência em atendimento, valorização e respeito às pessoas, ética, honestidade e profissionalismo, além de responsabilidade social, inovação e melhoria contínua são alguns valores que regem a rede de Supermercados Mombach.
Dentro dessas propostas, iniciativas como o Passeio Ciclístico, que já está na 4ª edição, o Mombach Solidário e Eco Mombach, que visa reduzir o uso de sacolas plásticas, foram criadas pela empresa.
“Desafios todos nós temos diariamente. Mas precisamos enfrentá-los”, salienta Marili.
“E nós queremos oferecer um ambiente cada vez mais acolhedor, com uma boa experiência de compra ao nosso cliente. Um legado de qualidade e compromisso com a comunidade”, completa o filho José Augusto.

Liderar com inteligência emocional
A última temática abordada na noite foi “Liderando com Inteligência Emocional”, conduzida por Jader Denicol, mestre em Desenvolvimento Humano, Master Coach, Pracctitioner em PNL, Empresário, Diretor do Centro de Desenvolvimento Humano, Trainner do Programa Alma de Líder, Professor Universitário e Palestrante.
Com dinâmicas envolventes, explicou ao público sobre inteligência emocional, racionalidade, escolhas e termos como autoliderança, autoconsciência, autogerenciamento, autocontrole, automotivação e autoconhecimento.

Compras Públicas na Era Digital é realizada no Espaço Braskem

Na manhã desta quarta-feira, dia 7, o evento Compras Públicas na Era Digital foi realizado no Espaço Braskem, Estação da Cultura. A iniciativa contou com a organização da Prefeitura Municipal de Montenegro e apoio da ACI Montenegro/Pareci Novo e Associação dos Contabilistas de Montenegro.
O objetivo principal é incentivar empreendedores locais a participarem dos processos licitatórios municipais, fazendo com que os investimentos circulem dentro do município e fomentem o crescimento econômico da cidade e individualmente.
O Secretário de Administração Municipal, Edar Borges Machado, conduziu boa parte do evento, acompanhado do prefeito Kadu e das responsáveis pela pasta de Licitações e Compras, Andréa Rockenbach e Márcia Kochenborger de Araújo. A representante da Associação dos Contabilistas, Marilene Maron, também contribuiu com sua fala. O presidente da ACI, Karl Kindel destacou a importância da proposta.

Proposta para criação de Núcleo Gastronômico é apresentada

Nesta semana, a proposta de trabalho para criação do Núcleo de Gastronomia de Montenegro foi apresentada na ACI. A iniciativa tem a entidade como organizadora, o Sebrae e a Prefeitura Municipal, através da Secretaria Municipal de Indústria, Comércio e Turismo como apoiadores.

Estiveram presentes, além de representantes de estabelecimentos locais, a secretária de Indústria e Comércio de Montenegro, Cristiane Gehrke, e a diretora de Turismo, Michele Martins Nunes. 

De acordo com o presidente da ACI, Karl Heinz Kindel, através do grupo é possível convergir interesses e trabalhar demandas coletivas, que beneficiem, também, individualmente.

O novo núcleo propõe unir empreendedores do mesmo segmento para troca de experiências. A motivação é fomentar o desenvolvimento gastronômico local, promover ações conjuntas para incentivar o crescimento do setor, além de trabalhar com a identidade da gastronomia na região. Entre o plano de ação previsto está a qualificação de mão de obra e cursos para gestores.

A ACI mediará ações do Núcleo Gastronômico, fundamentada no Programa Empreender. A estratégia aproxima empresários em busca de objetivos em comum, além de melhoria de gestão e desempenho.  Assim que iniciarem as atividades, com no mínimo 8 participantes, a frequência das reuniões será definida, assim como demais pontos serão alinhados.

ExpoACI chega à 6ª edição com novidades

 

Nesta sexta-feira, dia 12, aconteceu o Café de Lançamento da ExpoACI, na sede da entidade. O público-alvo do evento, que marcou o início da comercialização de espaços, foram expositores participantes na edição anterior, em 2018, que tiveram prioridade na escolha. Em sua 6ª edição, a Feira chega com novidades: maior utilização do espaço da Praça Rui Barbosa, transferência da data para outubro, dias 24 e 25, antecipação da Rodada de Negócios para uma semana antes e nova empresa montadora de estandes, a Colombo Estruturas para Eventos. A Colombo trabalha há 10 anos no setor, planejando, desenvolvendo, construindo e montando estruturas. No currículo, eventos como o Festival de Cinema de Gramado, em duas oportunidades, e a Expoagas.

“Já estamos no sexto ano de realização. E em 2019 daremos um passo a mais, com utilização integral da Praça. A ACI se abriu para a comunidade, e com os novos Núcleos queremos ampliar ainda mais essa participação”, destaca o presidente da ACI Karl Heinz Kindel.

Também na Praça, onde um helicóptero foi exposto em sua área central em 2018, haverá uma nova atração ainda não revelada. Outro destaque são as novas regras e prazos para montagem dos estandes. Com 7 dias de locação do Clube, dois deles são destinados à organização por parte da empresa Colombo e dois para que os próprios expositores possam se organizar.

Antes da ExpoACI, também ocorrerá um happy hour, ainda sem data confirmada, com todos os empreendedores participantes, que receberão uma capacitação sobre a organização de estantes, divulgação e recepção de visitantes.

Palestra aborda vendas e aspectos do mercado, na ACI

Estar sempre atento às tendências do mercado e aos hábitos de consumo das pessoas foram as principais abordagens da palestra da professora Daniela Colussi, na ACI, na manhã desta quinta-feira. Com a temática “Vamos Juntos Impulsionar suas vendas: Realismo e Esperança”, Daniela, graduada em Comunicação Social, com pós em Marketing e mestrado em Estratégia Empresarial, e que atualmente leciona na Unisc, palestrou com sala cheia na sede da entidade. O evento, inciativa da campanha “Compra Premiada”, reuniu empresários participantes para capacitação.

Sob olhares atentos, a palestrante explicou aos participantes sobre o período de retração econômica e como isso afetou o poder de compra. “As despesas fixas foram priorizadas com a crise. E até quem tem dinheiro para investir achou mais prudente manter guardado, por conta do cenário de instabilidade”, explica.

Daniela afirmou que para 2019 a previsão econômica, pela 10ª vez consecutiva, é de redução das projeções de crescimento no PIB: de 1,97% para 1,49%. “Mas um bom vendedor, independentemente da situação, tem a capacidade de criar um ambiente favorável ao seu negócio. Muitas vezes é preciso se reinventar. Artistas como Anitta e Madonna, por exemplo, mantem-se no mercado por isso. E hoje, a classe C domina 50% do mercado consumidor. É preciso entender o que ela quer, suas necessidades”, relata.

Outro destaque importante, segundo a professora, é a comunicação com o cliente/consumidor. O processo é fundamental para o sucesso do empreendimento. “Exemplificando, comunicação não é o que você diz, mas o que os outros entendem. E muito além de captar um cliente, é preciso um diferencial para conseguir retê-lo nos dias atuais. Analisar o que vem sido produzido pelos concorrentes, entender os aspectos de mercado, a estrutura interna da empresa e o ambiente externo é essencial nesse processo”, pontua.

Mais de 1 tonelada de materiais recicláveis coletados hoje

Comunidade engajada, sucesso na coleta! O meio ambiente agradece!

Nesta quinta-feira pela manhã, dia 11, o Núcleo Socioambiental da ACI bateu recorde de recolhimento de resíduos recicláveis: mais de 1 tonelada! O projeto de coleta iniciou em novembro de 2018 e desde então mais de 11 toneladas já foram recolhidas.

O Núcleo realiza a arrecadação dos materiais semanalmente, na Praça Rui Barbosa, em troca da Eco Pila, moeda aceita em diversos estabelecimentos de Montenegro e Pareci Novo.

A Eco Pila passa a integrar empresas e moradores da cidade, promovendo consciência ambiental na população e mudando a realidade social.

The Best Mix Bazar acontece neste fim de semana

Edição anterior do The Best Mix Bazar

Falta menos de uma semana para a edição do “The Best Mix Bazar” 2019, evento realizado pelo Núcleo das Mulheres Empreendedoras da ACI Montenegro/Pareci Novo. O Bazar acontece nos dias 6 e 7 de abril, no Clube do Comércio. A abertura do evento será realizada no sábado, das 18h às 21h. No domingo, o público poderá comparecer a partir das 9h até as 17h. A entrada é gratuita.

Essa é a oportunidade da população adquirir produtos de qualidade com preços especiais. Também para empreendedores oferecem serviços e comercializarem mercadorias que não foram vendidas no período de liquida entre uma estação e outra. Durante o evento, os produtos serão vendidos com descontos atrativos e valores abaixo dos praticados. Em seu 4°ano de realização, o Bazar reúne diversos lojistas de diferentes segmentos de Montenegro e Pareci Novo.

E você, empreendedor da região que deseja participar, ainda dá tempo de se inscrever! Para maiores informações, as empresas interessadas devem entrar em contato com a ACI pelo e-mail  relacionamento@acimontenegro.org.br ou pelo fone 3057-4344 ou se cadastrarem pessoalmente.